09/10/2016

Clima de fofoca nas eleições municipais do Rio

Dia destes fui a uma plenária organizada no sindicato dos professores de meu bairro e lá pude conhecer a equipe de trabalho do Marcelo Freixo (PSOL), candidato a prefeito aqui da cidade. Além das pautas mais comuns ditas na política, foi a nós instruído que combatamos as fofocas e boatos que tem se espalhado pela internet com intenção de difamar o Freixo.

Fico muito triste de ver as pessoas colocando a ideologia que acreditam acima da verdade. Anteriormente postei aqui no blog apontando o quanto detesto o candidato Pedro Paulo (PMDB) e não queria mesmo que ele fosse eleito. Graças as deusas ele não entrou e nem por isto estou inventando mentiras a respeito do bispo Crivella (oponente de Freixo neste segundo turno).

Algumas considerações sobre o candidato Marcelo Crivella eu deixei num vídeo lá no canal Sua Professora de História e vou postar aqui em breve, mas nada disto foi inventado, somente informei o caráter real de sua candidatura.

Uma amiga veio conversar comigo dizendo o quanto Crivella já foi bondoso com pessoas ao redor dela. Disto não tenho dúvida!! Só gostaria que essa benevolência não fosse limitada aos fiéis da igreja dele.

Quero muito que Freixo assuma a prefeitura do Rio porque o PSOL, apesar de tudo, ainda é um partido de esquerda. Crivella é um homem conservador e mesmo a prefeitura não tendo competência para pautas mais progressistas, a religião e ideologia política deste homem pode atrapalhar certas discussões. Sendo assim, uma pessoa com maior diálogo com a população periférica é o ideal. Nunca vi violência e repressão como forma de diminuição dos problemas sociais aqui da cidade e o Freixo tem um caráter mais didático, ele é professor de História e sabe da importância da educação.

Espero de verdade que Freixo entre e que durante os quatro anos de mandato não decepcione a população que mais precisa dele: a carente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mensagens mal educadas e palavrões não serão aceitos*